Turbosys

Internet Funcional

TurboBlog

Google analytics em email marketing

Recentemente aplicamos uma novidade no envio da newsletter semanal no Portal do Representante: agora seus links tem parâmetros que configuram a forma como o clique é contabilizado pelo Google Analytics.

Cada link é complementando com argumentos definidos via GET, esses argumentos são interpretados pelo Google Analytics e acabam definindo uma quarta fonte de origem no painel de origens.

Abaixo um exemplo de um link usado:

http://portaldorepresentante.com.br/oportunidade/836/?utm_source=newsletter&utm_medium=email&utm_content=newsletter_DATA&utm_campaign=NewsletterSemanal

Neste link, observa-se as seguintes variáveis definidas via GET:

  • utm_source=newsletter - define a origem da audiência;
  • utm_medium=email - define de que forma a audiência chegou ao site, como estamos trabalhando com uma newsletter por email, definimos a variável apropriadamente;
  • utm_content=newsletter_DATA - define o conteúdo da audiência contabilizada, quando ela vem de um sistema de busca, seu conteúdo é a palavra-chave que originou o hit, no nosso caso, definimos o conteúdo compondo o nome newsletter_DATA (substituindo DATA pela data de envio da newsletter);
  • utm_campaign=NewsletterSemanal - define qual a campanha do hit contabilizado.

Tais informações poderão ser analisadas no link campanhas, dentro do Google Analytics. Como estamos definindo um conteúdo diferente para os cliques vindos de cada envio, podemos comparar um envio com o outro, analisando diferentes parâmetros como região, resolução de tela ou velocidade de conexão por exemplo.

Índice único para duas colunas no PostgreSQL

Fizemos uma mudança numa aplicação em django, um modelo teria dois campos que juntos deveriam ser únicos.

Precisávamos alterar o banco de dados no servidor de produção, precisávamos criar o índice manualmente no PostgreSQL, depois de alguma consulta, conseguimos:

CREATE TABLE TEST (
f1 varchar(100),
f2 varchar(100)
);

CREATE UNIQUE INDEX test_f1_f2_key ON test (f1, f2);

Criamos uma tabela de teste para exemplificar e, depois de criada a tabela, criamos um índice único de nome "test_f1_f2" na tabela "test" envolvendo os campos f1 e f2.

Estudo de caso de SEO

Recentemente fizemos uma experiência de Search Engine Optimization (SEO) divulgando o Portal do Classificado no Google Adwords e simulando duas situações diferentes: uma com anúncios mais genéricos e outra com anúncios mais pertinentes.

Iniciamos com um banner em formato textual que dizia:

Anuncie Grátis
Imóveis, carros, empregos, diversos
Não é preciso nem se cadastrar
http;//portaldoclassificado.com/

Esta anúncio é bastante genérico e com isso relacionamos eles com palavras-chave genéricas, tanto relacionadas com automóveis, quanto com imóveis ou diversos.

Divulgamos esse anúncio com um orçamento diário limitado. Fizemos isso por uma semana (entre 11 e 15 de agosto).

Na semana seguinte, entre 18 e 22 de agosto, mudamos o anúncio, passamos a usar um anúncio genérico apontando para o Portal do Classificado e um anúncio específico para automóveis:

Anuncie Carro Grátis PR
Quantos anúncios quiser com até
12 fotos, nem precisa se cadastrar
http://carropravoce.com.br/

Neste caso, o usuário era direcionado ao endereço carropravoce.com.br, um alias de portaldoclassificado.com. Conseguimos uma melhora significativa no CTR, veja tabela abaixo:

tipo
impressões cliques CTR Posição média
semana 1 pesquisa
15835 33 0,21 5,5
conteúdo
50795 21 0,04 5,8
semana 2 pesquisa
7981 24 0,30 5,5
conteúdo
57885 63 0,11 6

Em ambos os casos a verba diária limite era a mesma e a região de exibição era o estado do Paraná. É nítido que o uso de anúncios mais pertinentes da segunda semana trouxeram melhores resultados.

Isto atesta que o trabalho de Search Engine Marketing deve ser executado por empresas qualificadas de forma a maximizar o ROI.

Crescimento das vendas online

Segundo Mariana Amaro, da Info Online, as vendas online no Brasil cresceram 27% no primeiro semestre em relação ao mesmo período de 2008.

Ela repassa informações do e-bit, empresa de monitoramento do comércio eletrônico e ainda diz não só existiram mais usuários comprando online, como os usuário passaram a gastar mais em suas compras (aumento de 5% em relação ao mesmo período).

De acordo com a matéria, há previsão de que o crescimento mantenha o mesmo patamar no segundo semestre, fechando em 28%.

Leia a matéria completa.

Site na hora, não era sem tempo

Como anunciado em outras postagens, estávamos trabalhando num sistema de gestão de conteúdo para sites entitulado Site na Hora e por fim, lançamos ele oficialmente.

Seus pontos fortes são sua facilidade de uso e sua flexibilidade, clientes de qualquer tamanho podem utilizar o sistema. Acesse o endereço http://sitenahora.com.br/ para mais detalhes.

Estamos procurando parceiros:

  • Representantes interessados em revender o sistema;
  • Agências interessadas em terceirizar o desenvolvimento e programação;
  • Webdesigners que querem oferecer algo a mais para seus clientes;

Para mais detalhes entre em contato.